Sunday, May 4, 2008

Humilhação dos paulistanos

.

Na Ilha, Sport elimina Palmeiras (campeão paulistano 2008) da Copa do Brasil nesta quarta feira 30 de abril de 2008...



O Palmeiras (Campeão estadual de São Paulo 2008) perdeu para o Sport por 4 a 1, na Ilha do Retiro, no Recife, nesta quarta-feira, na partida de volta das oitavas-de-final da Copa do Brasil, e foi eliminado da competição. Já o time pernambucano permanece na luta pelo título do torneio.


Recife - Recebido com pedras e rojões na Ilha do Retiro, o Palmeiras sentiu a pressão dentro de campo e acabou não sendo páreo para o Sport nesta quarta-feira, no jogo da volta das oitavas-de-final da Copa do Brasil. Perdeu por 4 x 1 para os pernambucanos e deu adeus à competição de forma melancólica. O grande algoz dos paulistas na partida foi Romerito, autor de uma assistência e de três gols, todos eles em jogadas de bola parada, ironicamente a grande preocupação palmeirense na partida de ida, quando Luizinho Neto, principal destaque pernambucano, esteve em campo. Mesmo sem seu lateral, suspenso nesta quarta, o rubro-negro pernambucano foi eficiente no jogo aéreo e aniquilou o Palmeiras com essa arma. O primeiro gol veio aos sete minutos, depois de cobrança de escanteio de Carlinhos Bala, que Durval ajeitou de cabeça e Romerito, também de cabeça, mandou para as redes. Com a mesma moeda, o Palmeiras chegou a respirar na partida quando, em seu primeiro ataque, aos 15 minutos, atingiu a igualdade em cabeçada de Alex Mineiro, após belo cruzamento de Leandro: 1 x 1 e injustiça momentânea no placar da Ilha do Retiro. Empurrado por mais de 32 mil torcedores, o Sport não demorou a pular novamente à frente no placar. Em outro cruzamento para a para a área, a bola foi ajeitada de cabeça para o camisa dez, que venceu o duelo com Marcos. A zaga palmeirense reclamou de falta em Henrique, mas a arbitragem validou o gol. Ainda no primeiro tempo, Romerito, sempre ele, ganhou de Gustavo após cobrança de falta de Carlinhos Bala e, de cabeça, fez 3 x 1, praticamente sacramentando a classificação antes da descida das equipes para o intervalo.

Tudo ou nada: O Verdão voltou para o segundo tempo sem alterações, mas com uma enorme mudança de postura.
Ofensivo ao extremo, conseguiu quatro escanteios em menos de dois minutos e chegou perto do segundo gol com Leandro e Alex Mineiro, mas esbarrou em Magrão. A situação começou a melhorar aos cinco minutos, quando Everton, último homem da defesa, derrubou Kléber na entrada da área e foi expulso. Imediatamente, Luxemburgo mandou Denílson a campo no lugar de Pierre.
Nelsinho Baptista respondeu e sacou Kássio para a entrada do volante Fábio Gomes. O Palmeiras melhorou e pressionou os donos da casa, chegando a acertar o travessão de Magrão em cobrança de escanteio de Denílson. O goleiro do Sport voltou a ser decisivo ao cortar cruzamento certeiro de Alex Mineiro para Kléber e, no lance seguinte, a sorte do jogo se definiu. Romerito, o melhor em campo, recebeu na esquerda, livre de marcação, saiu da marcação adversária e, com categoria, serviu o lateral Dutra. Em velocidade, o camisa seis avançou em direção à área e fuzilou Marcos: 4 x 1 e classificação assegurada para os pernambucanos.
Agora, o Sport terá pela frente o Internacional nas quartas-de-final da competição.
Ao Palmeiras, que ainda tentou reagir para ao menos diminuir o vexame, resta lembrar que o título paulista está bem próximo do Palestra Itália. Para levar a taça, basta ao Verdão empatar com a Ponte Preta, domingo, às 16 horas, ou perder pela diferença mínima de gols, missão que pode ser alcançada se o time não repetir o fraco futebol desta quarta-feira.







SPORT RECIFE 4 X 1 PALMEIRAS
Local: Estádio da Ilha do Retiro, em Recife-PE
Data: 30 de abril de 2008

0 comments